Utilizamos cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você concorda e aceita nossa Política de Privacidade.

Se preferir, informe quais cookies você permite utilizarmos clicando aqui.

Política de Cookies

Cookies são arquivos que auxiliam no reconhecimento do seu acesso ao site. Para personalizar e melhorar sua experiência, sugerir conteúdos de acordo com seu perfil, e facilitando a navegação de forma segura. Abaixo, temos a descrição de quais são os tipos de Cookies que usamos . Caso tenha dúvidas, acesse a nossa Política de Privacidade.

Tipos de Cookies que usamos

Essenciais

Estes cookies são imprescindíveis para a operação do site. A opção de usá-los vem selecionada por padrão, pois sem eles, a navegação fica comprometida e você não consegue aproveitar algumas funcionalidades básicas que o nosso site oferece.

Escola Aberta do Terceiro Setor

Cursos

Blog

Link copiado para área de transferência

Para fazer essa ação você precisar estar logado na plataforma.

O estresse e a falta de atenção são fatores que afetam o bem-estar e podem prejudicar os resultados de uma pessoa no ambiente de trabalho. Para elevar sua autoestima e evitar que fatores externos prejudiquem sua produtividade, muitos profissionais investem nas técnicas de um conceito chamado mindfulness.

Trata-se de um conjunto de práticas alinhadas à meditação que visa evitar que uma pessoa acabe se distraindo com pensamentos aleatórios ou com situações ao seu redor. Assim, o indivíduo consegue tem maior controle sobre seus pensamentos e foco máximo em suas ações.

Continue acompanhando esse texto para entender mais sobre o mindfulness e como ele pode ser aplicado em sua rotina de trabalho:

O significado de mindfulness

O termo significa “atenção plena” e se baseia na premissa de se ter total atenção sobre o presente. Seu surgimento ocorreu nos anos 1970 nos Estados Unidos. Na época, ensinamentos budistas foram empregados para o desenvolvimento de uma técnica que visava diminuir o estresse dos pacientes.

Atualmente, o mindfulness é utilizado em diversos locais do mundo, inclusive no Brasil, para tratamento psicológico.

O objetivo dessa prática

A prática tem como finalidade permitir que uma pessoa tenha maior consciência das práticas e ações do seu momento presente, sem que fatos do passado ou do futuro influenciem sua consciência. Trata-se de uma maneira de se ter controle sobre os próprios pensamentos e viver cada experiência em sua completude.

Quando é aplicado na rotina de trabalho, o mindfulness influencia a produtividade do indivíduo. Isso ocorre porque a prática estimula a concentração, permitindo que o profissional não se distraía enquanto realiza suas tarefas.

Benefícios do mindfulness

Por diminuir o estresse e melhorar o foco, a aplicação do mindfulness na rotina diária oferece diversos benefícios a um profissional em seu dia a dia de trabalho, como por exemplo:

  • Reduz a sensação de ansiedade e depressão;
  • Aperfeiçoa a criatividade e a capacidade de solucionar problemas;
  • Aumenta a sensação de bem-estar e a qualidade de vida;
  • Colabora para o engajamento e o trabalho em equipe;
  • Diminui os riscos de o profissional sofrer com insônia e problemas semelhantes;
  • Impulsiona a produtividade no dia a dia de trabalho;
  • Contribui para uma melhora na capacidade de concentração.

Vale dizer que, para que as práticas de mindfulness sejam realmente efetivas, indica-se que o profissional realize técnicas de foco como um hábito diário.

Quais são as técnicas do mindfulness?

Como se pode notar, a principal prática do mindfulness é a meditação. Para realizá-la, o ideal é reservar um período de, no mínimo dez minutos, em um local calmo para efetuar uma simples meditação, sempre prestando atenção no corpo e na respiração.

Nesse momento, deve-se evitar pensamentos que desviem a atenção de “perceber o tempo presente”. O local em que se está, os sons que se ouve, aquilo que se sente: tudo deve ser notado.

Caso algum problema ocorra, tudo bem. O sentimento de culpa deve ser desestimulado, uma vez que o foco do mindfulness é aliviar o estresse e não deve ser visto como uma obrigação.

Entretanto, quando se fala em mindfulness no ambiente de trabalho, há outras práticas que podem ser realizadas para aprimorar a atenção e o foco no dia a dia. Alguns exemplos são:

Traçar metas diárias

Definir os objetivos de um dia de trabalho é uma ótima maneira de manter-se focado em uma única atividade. Quando isso é efetuado, as chances de se distrair diminui, bem como a preocupação com outras tarefas.

Além disso, quando se está empenhada em terminar uma determinada demanda, a motivação para finalizá-la certamente é maior.

Eliminar distrações

A chance de se desconcentrar com mensagens ou redes sociais é grande a qualquer momento, inclusive no ambiente de trabalho. É importante saber filtrar tudo o que pode desviar você de suas demandas e controlar o momento em que se pode ou não verificar mensagens ou conversar com amigos.

Exercitar a capacidade de ouvir os demais

O mindfulness é igualmente aplicado no diálogo com colegas de trabalho. A proposta nesse caso é praticar a habilidade de escutar o outro para evitar interrupções ou a emissão de falas rasas e de pouco conteúdo.

Quem exercita a habilidade de escutar o outro compreende melhor os pontos que estão sendo comunicados e consegue exprimir opiniões mais bem embasadas.

Praticar a refeição contemplativa

Pode não parecer, mas prestar maior atenção ao que se come durante as refeições também é uma prática eficiente de mindfulness.

Muitas pessoas têm o costume de buscar formas de se distrair enquanto se alimentam lendo algo ou assistindo a vídeos pelo computador ou celular.

Mas, perceber o que se está comendo, o modo que o corpo se movimenta e os sabores na boca ajuda a acalmar e melhora a capacidade de concentração que muitas vezes é perdida por causa de maus hábitos alimentares.

Fazer intervalos no trabalho

Na vontade de ser proativo, é comum que um profissional emende tarefas uma após a outra. Entretanto, o que não se percebe é que esse hábito, além de alimentar a ansiedade, diminui a capacidade de foco e criatividade.

O ideal é realizar breves pausas para compreender em sua totalidade as demandas que foram finalizadas e se sentir mais disposto para seguir com outras tarefas.

Esses pequenos intervalos não precisam ser apenas após o término de uma atividade. O ideal é descansar pelo menos 10 minutos a cada uma hora de trabalho.

Cuidar da inteligência emocional

A inteligência emocional é a capacidade de compreender e dominar as emoções que sentimos ao longo de nosso dia. Trata-se de uma competência essencial para manter o foco e impedir que as sensações diárias afetem de forma grave a eficiência nas tarefas rotineiras.

Desenvolver habilidades de controle emocional é uma atividade fortemente relacionada com o mindfulness e que traz benefícios para a vida de um profissional, como melhora no relacionamento interpessoal e na capacidade de se comunicar.

A e-Hive sabe da importância dessa competência. Por isso, oferece aos seus alunos o curso Inteligência Emocional e Comunicação, cujo foco é justamente permitir que profissionais tomem consciência de seus sentimentos e aprendam a utilizá-los a seu favor em um ambiente empresarial.