Utilizamos cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você concorda e aceita nossa Política de Privacidade.

Se preferir, informe quais cookies você permite utilizarmos clicando aqui.

Política de Cookies

Cookies são arquivos que auxiliam no reconhecimento do seu acesso ao site. Para personalizar e melhorar sua experiência, sugerir conteúdos de acordo com seu perfil, e facilitando a navegação de forma segura. Abaixo, temos a descrição de quais são os tipos de Cookies que usamos . Caso tenha dúvidas, acesse a nossa Política de Privacidade.

Tipos de Cookies que usamos

Essenciais

Estes cookies são imprescindíveis para a operação do site. A opção de usá-los vem selecionada por padrão, pois sem eles, a navegação fica comprometida e você não consegue aproveitar algumas funcionalidades básicas que o nosso site oferece.

Escola Aberta do Terceiro Setor

Cursos

Notícias

Link copiado para área de transferência

Para fazer essa ação você precisar estar logado na plataforma.

A lembrança de uma marca pode trazer à mente elementos que vão além do logo ou nome do negócio. Ela pode despertar sensações como confiança e autoridade no mercado, além de memórias de experiências passadas dos clientes. As empresas que consegue causar tais sentimentos em geral fizeram um bom trabalho de branding.

O termo engloba ações que afetam o inconsciente e fazem com que o consumidor se recorde da marca quando for comprar um produto ou serviço. Trata-se de uma ferramenta para criar conexões com o público e gerar uma identificação, desenvolvendo uma espécie de personalidade para a organização.

As práticas de branding já são aplicadas por diversos negócios de todos os ramos, mas ainda passam despercebidas por diversas organizações, principalmente empreendimentos pequenos. Entretanto, conhecer as técnicas em torno desse conceito é vital para qualquer empreendimento que quer crescer com destaque no mercado.

Quer saber mais sobre o termo e como suas ações podem ser aplicadas? Então continue acompanhando esse conteúdo:

O que é Branding?

palavra "Branding" escrita dentro de um balão de falaO branding é uma estratégia de gestão de marca que busca alinhar todas as ações de uma empresa em torno da sua cultura e valores. A ideia principal é despertar sentimentos de admiração no cliente, de modo que os conceitos principais da organização fiquem na mente dos consumidores.

Para que tal prática seja eficiente, é necessário um planejamento bem estruturado, muitas vezes pensado a longo prazo. Isso porque seus resultados não são imediatos, mas, sim, consequências de uma boa gestão de marketing e comunicação.

Todos os elementos de uma marca, desde seu logotipo, até o modo como se comunica com o cliente fazem parte da estratégia de branding. É pensar um negócio em sua completude e considerar as diversas formas de interação com o público tanto externo quanto interno. Desse modo, é possível gerenciar a percepção geral sobre a empresa.

Qual a importância de uma estratégia de branding?

O desenvolvimento tecnológico mudou o modo como o público interage com as organizações ao seu redor. A globalização e as mídias sociais tornaram muito mais simples a conexão entre consumidores e marcas, mas também aumentaram a concorrência em todos os setores.

Isso fez com que as empresas precisassem cada vez mais investir em novas estratégias de comunicação e elaborar estratégias para atingir o emocional do cliente. Nesse contexto, o branding ganhou força.

Trazer personalidade, objetivo e evoluir a cultura da marca tornaram-se uma forma de manter-se relevante em um mercado em constante movimento. Indivíduos que se identificam intimamente com uma marca tendem a virarem consumidores fiéis.

Desse modo, trabalhar o branding de uma empresa é investir em seu crescimento contínuo de maneira inteligente, independentemente do tamanho do negócio.

Mesmo um empreendimento pequeno pode ver seus ganhos subirem quando oferece um tratamento diferenciado ao cliente e cria uma cultura de aproximação e identificação com o público em seus canais de comunicação.

Benefícios do branding para empresas

Além de necessário no contexto atual, o processo de conexão com o público se converte em diferentes benefícios para um negócio, como, por exemplo:

  • Promoção de reconhecimento, um fator que oferece vantagem à empresa em relação sua concorrência e a torna memorável para o consumidor;
  • Criação de um público fiel à marca, capaz de se identificar com seus objetivos e que reconhecerá a qualidade de suas experiências prévias;
  • Aumento da valorização do negócio, algo que se converte em credibilidade para o mercado em geral. Isso impulsiona a capacidade da organização em conseguir futuros investimentos para possíveis estratégias de evolução.

Todos esses fatores podem ser alcançados por qualquer empreendimento e se mostram fundamentais para que consumidores comecem a priorizar uma marca em relação a outra.

Como desenvolver uma estratégia de branding?

Construir estratégias de branding é algo complexo e que envolve analisar diversos pontos da empresa, independentemente de seu porte e do nicho em que se encontra inserida. Entretanto, há algumas iniciativas que qualquer empreendedor pode aplicar em seu negócio para elevar sua gestão de marca. Confira as principais a seguir:

Defina o propósito e os valores do negócio

O branding está muito relacionado à personalidade de uma marca e o primeiro passo para construir essa característica é definir os valores da empresa.

Entender a visão de mercado do empreendimento, no que ele acredita e seus objetos são detalhes essenciais para estruturar o tom de voz do negócio em sua interação com o público. Eles guiam ações e permitem o desenvolvimento de estratégias de marketing mais eficientes.

O cliente consegue perceber isso no modo como se relaciona com a marca. No geral, todos os processos de gestão se tornam mais simples quando o propósito da organização é bem estabelecido.

Trabalhe a identidade visual da marca

O modo que uma marca afeta emocionalmente seu público também é influenciado por sua identidade visual. Isso significa que, além de escolher um bom nome, é preciso criar um logotipo e se possível um slogan atrativo.

Nesse momento é fundamental prestar a atenção em pormenores como a cor e a fonte utilizada no logo. Cada informação visual traz uma mensagem diferente aos clientes e por isso devem ser escolhidas com cuidado.

Cores como rosa ou azul claro, por exemplo, trazem uma ideia de delicadeza e cuidado. Desse modo, elas não combinariam bem com o logo de um restaurante fast-food ou uma loja de materiais de construção.

Quando esse processo é feito com eficiência, é capaz que uma cor acabe até mesmo associada ao nome do negócio em questão.

Construa o tom de voz

Com os outros pontos da estratégia de branding definidos, vale a pena revisá-los para definir o melhor tom de voz da marca. Isso significa identificar a forma adequada de se comunicar com o cliente.

Alguns negócios conversam com o consumidor de forma mais jovial, utilizando gírias e expressões coloquiais. Isso pode fazer sentido para alguns modelos de empreendimentos, mas não funciona para outros que tenham como foco um público mais velho.

Por isso, é importante estudar tanto o posicionamento geral, como os clientes ideais da organização na hora de estabelecer a melhor forma de comunicação.

Treine e motive sua equipe

Independentemente do número de colaboradores de uma empresa, é vital que todos os envolvidos compreendam o objetivo principal do negócio. São eles que farão com que o empreendimento funcione e se desenvolva de acordo com o que foi planejado após um estudo da marca.

Em vista disso, é válido realizar treinamentos com toda a equipe e oferecer conteúdo informativo para que eles estejam alinhados com a cultura da organização.

Isso é especialmente importante para trabalhadores que realizam o atendimento ao público. Eles são o canal de ligação com o cliente final e sua forma de comunicação e prestação de serviço influenciam a percepção dos consumidores sobre o negócio.

Entretanto, para que os colaboradores fiquem bem alinhados com a empresa eles precisam estar motivados. Por isso, é necessário que a gestão esteja preparada para ouvir todos os envolvidos e busque sempre promover melhorias no ambiente de trabalho que promovam o bem-estar da equipe interna.

Tenha uma estratégia para o ponto de venda

Vale ficar atento também ao ponto de venda do negócio. Será nesse local que o cliente terá contato direto com o serviço ou produto oferecido. Por isso, torna-se necessário prezar por um ambiente agradável e confortável, que faça com que ele se sinta motivado a retornar mais vezes.

Uma boa estratégia de branding considera cada detalhe dos pontos de venda, desde as cores do local, até a música que estará tocando no rádio, caso tenha alguma. É indispensável que esses espaços estejam limpos e sem odores, pois nenhum consumidor quer ter uma experiência estressante em um lugar desorganizado.

Caso o empreendimento não possua um local físico, mas distribua seus produtos on-line, há outros pontos de atenção. É essencial verificar se o site de vendas está bem organizado, se a jornada de compra é de fácil compreensão e se não ocorrem problemas como o carregamento das páginas.

Quando há um cuidado especial com o ambiente de contato do cliente, fica mais fácil transmitir uma imagem de confiança e qualidade ao público.

Elabore campanhas de marketing promocional

A experiência do cliente é um fator muito forte para o branding, pois é ela que vai fortalecer as relações entre um negócio e seu público. O marketing promocional pode ser uma ferramenta altamente eficiente nesse caso.

Construir estratégias com focos em promoções, distribuição de brindes ou até mesmo elaborar um clube de fidelidade são dicas para melhorar a interação com o consumidor. Quando o cliente se sente recompensado por obter um serviço ou produto, as chances de ele voltar a consumir algo de uma determinada empresa são maiores.

Por isso, esse tipo de estratégia pode ser o ponto chave na construção de relacionamentos mais duráveis com o público-alvo.

Use as redes sociais como canais de comunicação

As mídias sociais facilitam o modo como clientes entram em contato com as empresas. Cada vez mais pessoas utilizam essas plataformas para tirar dúvidas, solicitar serviços ou até mesmo fazer um elogio e reclamação.

Por isso, as redes são ótimos canais de comunicação, além de serem ambientes nos quais qualquer empreendedor pode expor sua marca e desenvolver conteúdo para engajar seu público fiel. Atualmente, é primordial ter uma boa presença virtual e estar preparado para responder a todas as questões deixadas pelos clientes.

Entretanto, antes disso vale verificar em quais plataformas estão os clientes do negócio e elaborar uma estratégia para essas mídias específicas. Afinal, não adianta possuir perfis em diversas redes sociais se não se consegue administrar todos eles ou se seu público está reunido em apenas um desses ambientes.

Empreendedores que desejam entender como utilizar o meio virtual como ferramenta de suas estratégias de comunicação podem se beneficiar do curso de Marketing Digital da e-Hive. Além de se aprofundar na questão das mídias sociais, ele conta com aulas focadas em estratégias de branding para negócios de todos os portes e setores do mercado.