Utilizamos cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você concorda e aceita nossa Política de Privacidade.

Se preferir, informe quais cookies você permite utilizarmos clicando aqui.

Política de Cookies

Cookies são arquivos que auxiliam no reconhecimento do seu acesso ao site. Para personalizar e melhorar sua experiência, sugerir conteúdos de acordo com seu perfil, e facilitando a navegação de forma segura. Abaixo, temos a descrição de quais são os tipos de Cookies que usamos . Caso tenha dúvidas, acesse a nossa Política de Privacidade.

Tipos de Cookies que usamos

Essenciais

Estes cookies são imprescindíveis para a operação do site. A opção de usá-los vem selecionada por padrão, pois sem eles, a navegação fica comprometida e você não consegue aproveitar algumas funcionalidades básicas que o nosso site oferece.

Escola Aberta do Terceiro Setor

Cursos

Notícias

Link copiado para área de transferência

Para fazer essa ação você precisar estar logado na plataforma.

Quem inicia uma jornada na vida acadêmica muitas vezes ouvirá professores e colegas se referindo às chamadas “normas da ABNT”. O termo faz parte do dia a dia de quem prepara projetos acadêmicos, mas é pouco conhecido por quem está entrando nesse meio. Entretanto, esse conhecimento é vital para a estruturação de pesquisas de graduação e pós-graduação.

Precisa de ajuda para entender essas regras e até mesmo o que é a ABNT? Então acompanhe essa leitura, pois muitas dúvidas serão esclarecidas:

O significado de ABNT

logo do ABNTA Associação Brasileira de Normas Técnicas, ou apenas ABNT, é uma entidade privada e sem fins lucrativos cujo objetivo é padronizar as técnicas de produção executadas no país.

Documentos científicos ou tecnológicos passam por tal padronização para que eles possam ser compreendidos e identificados. Desse modo, pessoas em qualquer região do Brasil ou do mundo conseguem reconhecer os dados e citações constantes desses conteúdos com maior facilidade.

As normas da ABNT tomam como base padrões internacionais de diagramação e desenvolvimento de produções científicas. Entretanto, por mais que seja utilizada em todo o país, como essa padronização foi desenvolvida por uma instituição privada, ela não se configura como uma obrigação.

Assim, fica a cargo de cada instituição de ensino ou pesquisa a escolha por adotar ou não esse padrão. Além disso, há algumas organizações que fazem uso dessas regras com pequenas modificações.

Quem está cursando algum curso de graduação deve buscar conversar com professores e coordenadores para entender como a sua faculdade utiliza as normas da ABNT.

Estrutura de uma pesquisa com base nas normas da ABNT

Todas as pesquisas acadêmicas que seguem as normas da ABNT conterão uma série de elementos básicos para a sua estruturação. Eles são divididos em três categorias, que são:

Elementos pré-textuais

Diz respeito a conteúdos que antecedem a pesquisa em si. Funcionam como itens de introdução do leitor em um trabalho acadêmico e facilitam a compreensão do estudo que virá a seguir. Esses elementos são:

  • Capa: um item obrigatório com nome do autor, instituição, local, ano e curso com o qual a pesquisa está relacionada;
  • Folha de rosto: contém as mesmas informações divulgadas da capa, mas com a adição do nome do orientador e a finalidade do trabalho apresentado;
  • Dedicatória, agradecimento e epígrafe: são itens opcionais, por isso fica a cargo do autor avaliar se pretende inseri-los ou não;
    Resumo e abstract: o primeiro item é uma descrição breve dos objetivos da pesquisa, o método utilizado em seu desenvolvimento e os resultados obtidos. O abstract, por sua vez, apresenta todo o conteúdo do resumo, mas em língua inglesa;
  • Sumário: funciona como um menu, indicando os tópicos apresentados e as páginas em que eles se encontram no trabalho acadêmico.

Elementos textuais

Os elementos a seguir configuram a pesquisa em si e a maior parte do projeto apresentado. São divididos em três tópicos básicos:

  • Introdução: a parte inicial de todo o trabalho. Oferece um panorama geral do que vai ser abordado, apontando também os resultados esperados. Ainda deve-se demonstrar os motivos que tornam tal pesquisa relevante para o mundo acadêmico;
  • Desenvolvimento: esse é o momento em que o pesquisador apresenta o conteúdo estudado em si. Essa parte é composta de diversos capítulos que variam de acordo com as necessidades e os propósitos de seu autor. Ele deve ir se aprofundando conforme progride na produção;
  • Considerações finais ou conclusão: é a parte final do trabalho. Nesse momento, é necesário avaliar se os objetivos iniciais foram atingidos e expor os resultados encontrados.

Elementos pós-textuais

Na finalização do trabalho acadêmico, são inseridas indicações dos conteúdos que nortearam a pesquisa. São eles:

  • Referências bibliográficas ou bibliografia: uma lista com todas as obras e artigos consultados ao longo da pesquisa. Devem seguir um determinado padrão para serem citados e elencados;
  • Glossário: um item aplicado para a explicação de conceitos importantes na pesquisa acadêmica;
  • Apêndices e anexos: são opcionais e complementares, constituídos por fotos, gráficos e outros conteúdos que tenham alguma relevância para o autor e possam ser referenciados.

Formatação de acordo com as normas da ABNT

No momento de padronizar todos os trabalhos, as normas da ABNT têm uma formatação específica que deve ser seguida pelo autor da obra.

Primeiramente, é indispensável ficar atento à fonte utilizada na pesquisa, que pode ser Times New Roman ou Arial (fica a critério do autor ou do coordenador). Além disso, os conteúdos textuais devem ser digitados em tamanho 12, enquanto os títulos são diagramados em tamanho 14 com fonte em negrito.

O alinhamento de todo o conteúdo deve ser justificado e possuir um espaçamento de 1,5 no seu texto. Essa padronização auxilia o entendimento do trabalho e torna sua leitura menos cansativa aos olhos.

Quando finalizado o projeto, é indicado sempre enviá-lo para a revisão do coordenador, que poderá avaliar se ele corresponde aos regimentos das normas da ABNT.