Utilizamos cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você concorda e aceita nossa Política de Privacidade.

Se preferir, informe quais cookies você permite utilizarmos clicando aqui.

Política de Cookies

Cookies são arquivos que auxiliam no reconhecimento do seu acesso ao site. Para personalizar e melhorar sua experiência, sugerir conteúdos de acordo com seu perfil, e facilitando a navegação de forma segura. Abaixo, temos a descrição de quais são os tipos de Cookies que usamos . Caso tenha dúvidas, acesse a nossa Política de Privacidade.

Tipos de Cookies que usamos

Essenciais

Estes cookies são imprescindíveis para a operação do site. A opção de usá-los vem selecionada por padrão, pois sem eles, a navegação fica comprometida e você não consegue aproveitar algumas funcionalidades básicas que o nosso site oferece.

Escola Aberta do Terceiro Setor

Cursos

Notícias

Link copiado para área de transferência

Para fazer essa ação você precisar estar logado na plataforma.

A questão ambiental nunca antes foi tão importante no mundo empresarial e muitos líderes estão investindo em estratégias de ESG para diminuir impactos e preservar o planeta. Entretanto, ainda há empresas que mascaram ações prejudiciais com técnicas de greenwashing.

O termo tem se tornado cada vez mais popular e diz respeito ao que não deve ser feito quando o assunto é criar estratégias realmente sustentáveis. Quer entender o que é greenwashing e os riscos que ele causa? Então, continue lendo este texto:

O que é o greenwashing?

Greenwashing pode ser traduzido como “lavagem verde” e basicamente é composto por estratégias de marketing que pretendem passar a ideia de que uma empresa é genuinamente sustentável. Desse modo, a opinião pública acredita que essa organização realiza ações de preservação ambiental.

Acontece que quem pratica o greenwashing não possui, de fato, uma política voltada para a sustentabilidade. Trata-se apenas de uma forma de melhorar a opinião pública de uma empresa e mostrar que ela está na “moda” atual.

O mais agravante é que ele não é praticado apenas pelo setor privado, pois engloba também indústrias públicas, organizações da sociedade (ODS) e até órgãos governamentais. Quando descobertos, os casos de greenwashing podem prejudicar a imagem de um negócio.

Os problemas da prática

A prática do greenwashing não traz qualquer benefício ao meio ambiente e apenas busca chamar a atenção do cliente desatento e mascarar informações.

Por isso, o greenwashing é visto como uma forma de enganar o cliente, mancha gravemente a reputação de uma empresa e seus funcionários, além de poder resultar em perdas para organização.

Um caso considerado como greenwashing foi uma campanha da Fiat de 2017. Era época do lançamento do “Pneu Superverde”, que garantia baixo consumo de combustível e alta durabilidade. Vendido como um item altamente sustentável, o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) decidiu que o anúncio deveria ser alterado, pois as informações fornecidas pela Fiat eram imprecisas.

Um caso mais grave ocorreu em 2015 com a Volkswagen, que foi descoberta em um esquema de falsificação de dados sobre a emissão de poluentes. Na época, o seu presidente pediu desculpas ao público, renunciou ao cargo, e a empresa teve um alto prejuízo.

Como evitar o greenwashing?

Caso você queira evitar a realização do greenwashing em sua organização, a primeira ação é verificar suas estratégias de comunicação. Identifique pontos em que as mensagens não estão claras ou podem levar à interpretação errada por parte do cliente.

É fundamental que todas as informações relacionadas a ações ambientais sejam bem embasadas, com estudos e dados. A mensagem passada ao consumidor não pode ser sugestiva, mas, sim, direta e conclusiva.

Entretanto, nenhuma atitude é melhor do que o investimento real em estratégias de ESG. Aplicar o ESG de forma eficiente mostra que uma empresa se preocupa com questões atuais e traz benefícios reais para a causa ambiental.

Obviamente, assim como pessoas, as organizações não conseguem ser sustentáveis todo o tempo. O ESG, porém, as ajuda a diminuir impactos ambientais por meio de ações bem pautadas.

Dar o primeiro passo com a aplicação do ESG é a melhor forma de uma organização passar uma imagem positiva a seus clientes. A e-Hive conta com cursos de ESG para organizações e profissionais que buscam aprofundar seus conhecimentos nessa questão.

Conheça os cursos da plataforma e comece a investir em ações realmente eficientes com foco socioambiental.